top of page
Buscar
  • prcarne

Sem dúvida, o mundo gosta de carne - por Jim Long

Desafio para a carne suína é como capturar uma fatia maior da demanda sempre crescente e fazê-lo com lucro


Abaixo está um gráfico da FAO – Pig 333 que mostra claramente o aumento global na produção de carne nos últimos vinte anos.



2021 apresenta um aumento de 53% em relação a 2020, totalizando 124 milhões de toneladas. Sem dúvida, o mundo parece estar longe de se tornar vegetariano. O desafio é se a indústria de carne suína da América do Norte pode produzir carne suína com lucro. A produção de carne suína também perdeu participação de mercado (-4%) nas últimas duas décadas para o frango, apesar do aumento na produção de carne suína.

 

O gráfico a seguir indica o fornecimento global de carne e carne suína desde 1961. A produção cada vez maior indica um mercado em crescimento. A produção de carne suína em 2023, de 122 milhões de toneladas, é quase tão grande quanto toda a carne produzida em 1990.



Todos os dados indicam que o mundo continua a consumir mais carne e carne suína. O desafio para a carne suína é como capturar uma fatia maior da demanda sempre crescente e fazê-lo com lucro. Acreditamos que uma das chaves para a participação de mercado é entregar aos consumidores o que eles indicam como o desejo número um: “sabor e aroma”.

 

Nossa observação, ao fazer negócios ao redor do mundo, é que a preferência pelo sabor da carne suína é a mesma em todos os lugares. Não há diferentes nichos de sabor.

 

Mercado

 

O mercado de suínos teve sua ressaca usual de Ação de Graças na semana passada, com os preços dos suínos em torno de 73¢ magro na média. Se usarmos 92¢ por libra como custo de produção da gestação ao acabamento, nossos cálculos indicam cerca de uma perda de $40 por cabeça. Os Futuros de Magro de Porco fecharam na sexta-feira passada em Dez 68.60, Fev 70.100, Abril 76.37, Maio 83.77, Junho 92.22. Se o ponto de equilíbrio estiver em torno de 90¢ por libra, não é preciso um computador para projetar perdas significativas contínuas. Os valores atuais dos futuros de magro de porco certamente não indicam uma oportunidade de hedge lucrativa.

 

Não temos certeza se a esperança é uma estratégia de negócios, mas continuamos a acreditar que houve uma significativa liquidação do rebanho de porcas que começou em maio, o que resultará em menos suínos no mercado em fevereiro – março e depois continuamente. Isso seria favorável para os preços dos suínos.

 

Global

 

O fornecimento de carne suína na Europa continua a ser cerca de 8% menor em relação ao ano anterior. Na China, as perdas de $30 a $50 por cabeça continuam, com alguns valores das empresas de produção de suínos atingindo mínimos não vistos há vários anos. Perdas financeiras sempre levam a uma menor produção. Esperamos uma menor produção de carne suína globalmente em 2023. Quando se observa o aumento histórico da produção de carne suína globalmente nas últimas cinco décadas, poucos anos viram uma queda. 2024, com menos carne suína globalmente, levará a preços mais fortes.

 

Fonte: Agrimidia - Jim Long

1 visualização0 comentário

Comments


bottom of page