Buscar
  • prcarne

Cotação do suíno vivo no mercado independente é menor que no integrado

A pressão veio tanto da maior oferta quanto da fraca demanda pela carne do animal


Os valores pagos pelo suíno vivo no mercado independente encerraram o mês de maio em queda na maioria das regiões acompanhadas pelo Cepea.


A pressão veio tanto da maior oferta quanto da fraca demanda pela carne do animal. Diante desse cenário, os preços do suíno comercializado no mercado spot passaram a operar abaixo dos observados para os animais de produção integrada.


Vale destacar que, historicamente, as cotações do suíno no mercado independente operam acima dos preços de produção integrada, devido aos maiores custos.


No dia 31 de maio, o valor do suíno vivo de produção independente, posto no frigorifico no Oeste Catarinense, fechou com média de R$ 4,59/kg, queda de 24,4% em relação ao dia 29 de abril.


Esse valor está abaixo do recebido por produtores integrados no dia 31, de R$ 5,07/kg. Segundo pesquisadores do Cepea, esse cenário esteve atrelado à menor presença de compradores de suíno ao longo de maio no mercado spot, devido à redução das vendas da carne. Já no caso das integradoras, estas mantiveram o “preço-base” dos contratos com suinocultores integrados.


Leia mais sobre esse assunto em https://www.suinoculturaindustrial.com.br/imprensa/cotacao-do-suino-vivo-no-mercado-independente-e-menor-que-no-integrado/20220602-085245-R084

© 2022. Todos direitos reservados a Gessulli Agribusiness. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.


Fonte: Suinocultura Industrial - informações de Cepea

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo