Buscar
  • prcarne

Boi: pressão sobre a arroba começa a diminuir e cotações tendem a se estabilizar

Escalas de abate pararam de alongar por dois motivos, recuo na oferta de animais e estratégia dos frigoríficos para aguardar sinalização da demanda chinesa


Após pressão negativas sob as cotações da arroba bovina nas semanas anteriores, referências já começam a encontrar um ponto de equilíbrio devido ao recuo da oferta de animais e com frigoríficos aguardando como será o comportamento da demanda chinesa.


De acordo com o Analista de Mercado da Cross Investimentos, Caio Junqueira, as programações de abate pararam de alongar e se encontram com a média de 7 a 10 dias úteis no estado de São Paulo. “Nas semanas anteriores, a média estava acima de 11 dias úteis e isso indica uma certa estabilidade nas escalas de abate”, informou ao Notícias Agrícolas.


Com relação a demanda interna de carne bovina, o analista destacou que o consumo teve uma melhora com o pagamento dos salários e com o feriado prolongado. “Alguns agentes de mercado relatam que apesar de ser sexta-feira santa devemos ter o melhor consumo de carne bovina do ano na semana”, reportou.


No aplicativo da Agrobrazil foram reportados negócios em Anhumas/SP para o animal com destino à exportação de R$ 330,00/@ com premiação, à vista e com data para o abate em 25 de abril. Já para o mercado interno, o boi gordo está sendo comercializado em Guzolândia/SP ao redor de R$ 325,00/@, à vista e com data para abate em 15 de abril.


Fonte: Notícias Agrícolas - Aleksander Horta e Andressa Simão

0 visualização0 comentário