top of page
Buscar
  • prcarne

ABCS e Embrapa Suínos e Aves ampliam o mapeamento de custos de produção de suínos

Ação visa ampliar as regiões quanto ao levantamento oficial do custo de produção, de forma que retrate um panorama realista referente aos custos de produção da suinocultura brasileira


A Associação Brasileira de Criadores de Suínos (ABCS) e a Embrapa Suínos e Aves, por meio de Acordo de Cooperação Técnica e Financeira, ampliam o mapeamento dos custos de produção de suínos no mercado independente, para abranger também os estados de Goiás e Minas Gerais a partir desse ano. Os dados serão publicados trimestralmente e serão disponibilizados para consulta na Central de Inteligência de Aves e Suínos (CIAS) da Embrapa.


Essa ação da ABCS é uma entrega para o Fundo Nacional de Desenvolvimento de Suínos (FNDS), para ofertar o acesso a dados reais de custos de produção, que são um importante indicador para a atividade suinícola do país.


Atualmente a CIAS da Embrapa Suínos e Aves, disponibiliza os custos de produção de suínos dos estados de Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Paraná e Mato Grosso, por meio de uma parceria com o Imea e Associação dos Criadores de Suínos de Mato Grosso (Acrismat). E nesse mês de julho, integra a base de dados o estado de Goiás, com os referidos custos de produção de suínos do primeiro e segundo trimestre de 2023. Já os dados referentes ao custo de produção do estado de Minas Gerais, ainda estão em fase de coleta, com previsão de divulgação para o segundo semestre deste ano.


O trabalho realizado em Goiás pela equipe de socioeconômica da Embrapa Suínos e Aves contou com o apoio da ABCS, da Associação Goiana de Suinocultores (AGS), da Associação dos Granjeiros Integrados do Estado de Goiás (Agigo) e da participação da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). A primeira ação do acordo foi a realização de uma reunião técnica para o levantamento dos coeficientes técnicos e preços de mercado no estado, no mês de abril, na sede da Agigo, contando com a mobilização de técnicos, produtores e especialistas.


Nos meses de maio e junho, o pesquisador Marcelo Miele e o analista Ari Jarbas Sandi conduziram diversas reuniões por videoconferência com técnicos e produtores de Goiás para coletar dados e informações, finalizando os custos dos dois primeiros trimestres nesta semana.


De acordo com o presidente da ABCS, Marcelo Lopes, a ação do Sistema ABCS com a Embrapa Suínos e Aves visa ampliar as regiões quanto ao levantamento oficial do custo de produção, de forma que retrate um panorama realista referente aos custos de produção da suinocultura brasileira, com atualizações constantes envolvendo as diversas regiões produtoras no Brasil. E, assim, teremos um acompanhamento trimestral oficial quanto as variações que tem se apresentado.


Para o pesquisador Marcelo Miele, da Embrapa Suínos e Aves, “a liderança da ABCS e das associações estaduais de suinocultores, bem como a participação dos produtores e técnicos, tem sido fundamental para a qualificação das estimativas”. O estado de Minas Gerais será o próximo a ter os custos de produção divulgados, ainda no segundo semestre. A coleta de dados já se iniciou em junho, contando com o apoio da Associação dos Suinocultores do Estado de Minas Gerais (Asemg) na organização de reuniões para o levantamento dos coeficientes técnicos e preços de mercado em três regiões do estado. Pela dimensão do estado de Minas Gerais e pela diversidade dos preços e realidades nas regiões de minas, o mapeamento será feito nas três regiões do estado: Belo Horizonte, Ponte Nova e Patos de Minas.


Leia mais sobre esse assunto em https://www.suinoculturaindustrial.com.br/imprensa/abcs-e-embrapa-suinos-e-aves-ampliam-o-mapeamento-de-custos-de-producao-de/20230718-085633-E904

© 2023. Todos direitos reservados a Gessulli Agribusiness. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.


Fonte: Suinocultura Industrial – por: ABCS

0 visualização0 comentário
bottom of page