Buscar
  • prcarne

NAMI responde ao relatório da Casa Branca sobre a concentração da indústria de carne

O Meat Institute também compartilhou um gráfico nas redes sociais mostrando que a concentração da indústria de carnes é constante há décadas


O US Meat Institute (NAMI) respondeu a "declarações inflamadas" da Casa Branca sobre a indústria de carnes e aves e o preço dos bens de consumo durante uma escassez de mão de obra e uma pandemia global: "Como acontece com quase todas as indústrias, processadores de carnes e aves de todos os tamanhos foram e continuam a ser afetados pela pandemia global e tendências inflacionárias que desafiam a economia dos EUA", disse Mark Dopp, Diretor de Operações do Meat Institute of North America.


"Os consumidores americanos da maioria dos bens e serviços estão enfrentando custos mais altos, em grande parte devido a uma persistente e generalizada escassez de mão de obra. Carne não é diferente. Fazer declarações inflamadas que ignoram os fundamentos de como a oferta e a demanda afetam os mercados não leva a nada. Os mercados de carne são competitivos e dinâmicos e nenhum setor da indústria domina consistentemente o mercado às custas de outro".

O Meat Institute também compartilhou um gráfico nas redes sociais mostrando que a concentração da indústria de carnes é constante há décadas, fornecendo mais uma evidência de que a consolidação não é a causa do aumento dos preços das carnes e das aves.

Fonte: Suinocultura Industrial com informações de Eurocarne


© 2021. Todos direitos reservados a Gessulli Agribusiness. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

0 visualização0 comentário