Buscar
  • prcarne

Demanda por carne suína continua em queda e aumenta busca por carne de frango na Rep. Dominicana

Gregory Marte ressaltou que essa situação deve se normalizar para que a demanda por frango se mantenha estável


O consumo de carne suína ainda não se recuperou no país após a presença da peste suína africana em 14 províncias, mas começa a se recuperar, afirma o diretor executivo da Associação Dominicana de Avicultores (ADA).


Gregory Marte ressaltou que essa situação deve se normalizar para que a demanda por frango se mantenha estável.


Até o momento, apesar do governo dominicano ter anunciado algumas medidas para conter a alta demanda por frangos devido ao medo das pessoas de consumir carne suína, os supermercados continuam solicitando que apenas três frangos sejam comprados pelos clientes.


No entanto, especialistas já afirmam que a carne de suínos afetados pela peste suína africana não causa danos ao ser humano.


Marte indicou que em termos de importação chegam cerca de 10 contêineres por semana em coordenação com a indústria.


Outras medidas


O Ministério da Agricultura da República Dominicana anunciou, nesta terça-feira, que nas entradas e saídas das províncias onde foi constatada a presença do vírus e outras que fazem parte do plano de prevenção, tem brigadas mistas trabalhando na biossegurança e motobombas para desinfecção e prevenção de veículos, assim evitando propagação da doença que afeta os suínos.


Em nota de imprensa, a entidade informou que a Comissão Oficial de Controlo e Erradicação dos Surtos de Peste Suína Africana ordenou o reforço, em várias regiões do país, das medidas sanitárias sugeridas por organismos internacionais, no âmbito do plano de contingência. O controle das fontes de contágio da doença em granjas e incubadoras de quintal.


Essas tarefas são realizadas pelo Ministério da Agricultura da República Dominicana, em coordenação com o Centro de Operações de Emergência (COE), o Corpo de Bombeiros, a Polícia Nacional, as Forças Armadas e outras instituições do Estado.


O plano de contingência continua a ser desenvolvido em todas as províncias do sul e de forma preventiva nas cidades vizinhas.


Preços do frango


Diante do crescimento da demanda por frango devido à peste nos suínos, os frangos começaram a aumentar seus preços, por isso as autoridades decidiram que os frangos deveriam ser vendidos entre RD $ 60 e RD $ 73 o quilo.


Segundo a ADA, o quilo de frango vivo inteiro é oferecido a RD $ 48,75, enquanto o “frango abatido” é vendido nas barracas da associação por RD $ 60,75 o quilo.


Enquanto isso, o Ministério da Agricultura da República Dominicana informou que os supermercados vão vender entre RD $ 72 e RD $ 73 o quilo, graças a um acordo com os proprietários desses negócios.


As 14 províncias afetadas são Espaillat, Monte Plata, San Pedro de Macorís, Sánchez Ramírez, La Vega, Santiago, Hermanas Mirabal, Montecristi, Dajabón, Santiago Rodríguez, San Juan, o Distrito Nacional, Duarte e Elías Piña.


Fonte: Suinocultura Industrial - com informações de Listin Diario


© 2021. Todos direitos reservados a Gessulli Agribusiness. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

0 visualização0 comentário