top of page
Buscar
  • prcarne

Custo suíno: Estados sulinos apontam elevação no custo de criação em julho

O custo alcançou R$7,67, equivalendo a aumento de 11,5% sobre o mesmo período do ano passado


Os dados divulgados pela Central de Inteligência de Aves e Suínos (CIAS) da Embrapa Suínos e Aves em relação ao custo de produção de suínos vivos no decorrer de julho mostraram evolução nos três Estados sulinos. No Rio Grande do Sul o custo atingiu R$7,60, apresentando leve aumento de 0,3% no mês, enquanto o aumento atingiu de 11,1% em doze meses. Nos primeiros sete meses do ano, o custo alcançou R$7,67, equivalendo a aumento de 11,5% sobre o mesmo período do ano passado.


No Paraná o custo subiu para R$7,11, significando incremento de 1% sobre junho último – voltando ao mesmo patamar de maio – enquanto apresentou incremento de quase 5,7% em doze meses. No acumulado do ano, o custo médio atingiu R$7,30, apontando aumento de 6,3% sobre o mesmo período de 2021.


Em Santa Catarina o custo ascendeu para R$7,38, equivalendo a incrementos de 0,5% no mês e de 8,2% em doze meses. No acumulado de janeiro a julho o valor médio atingiu R$7,51, significando incremento de 8,1% sobre o mesmo período do ano passado.


Considerando apenas o milho, largamente utilizado na ração animal, é possível que o custo apresente pequeno retrocesso em agosto, considerando que, no momento, o preço médio apresenta queda de meio por cento.

Fonte: Agrolink - por SUISITE

1 visualização0 comentário

Comentarios


bottom of page