Buscar
  • prcarne

Com demanda enfraquecida por animais mais jovens, cotação do bezerro registra queda de 1,03% no MT

O mercado de reposição tem registrado desvalorização nas principais categorias no estado do Mato Grosso. Com a ausência da demanda chinesa nos embarques de carne bovina, a procura por animais mais jovens ficou enfraquecida e o preço do bezerro foi pressionado em 1,03%, resultando na média cotação ao redor de 2.903,98/@.


De acordo com as Informações do Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (IMEA) informou que as categorias mais novas, como o bezerro e a bezerra de desmama, registraram uma queda de 2,36% e 5,48%, respectivamente. “Os animais mais velhos, como a vaca solteira e o boi magro tiveram desvalorização de 2,80% e 7,49% no comparativo de outubro e setembro deste ano”, destacou o instituto em seu boletim semanal.


A cotação da arroba do boi gordo teve um recuo de 4,20%, frente aos valores observados na semana anterior. No caso da vaca gorda, as referências tiveram queda de 4,31% se comparada aos valores da semana passada, em que a média de preço ficou em R$ 231,98/@.


Ao longo de outubro/21, os preços da arroba do boi gordo tiveram uma queda de 9,38% no estado frente ao mês de setembro/21. As programações de abate se alongaram 11,82% no mesmo comparativo, diante de um maior volume de estoque da proteína nas indústrias frigoríficas.


“Em outubro, a média das escalas de abate ficaram próxima de 7,52 dias úteis e isso contribuiu para pressão negativa nas cotações da arroba no mercado físico. Além disso, o aumento dos animais terminados no confinamento contribuíram para o recuo na cotação do boi gordo”, reportou o IMEA.


Confira o relatório completo AQUI.


Fonte: Notícias Agrícolas - Andressa Simão

0 visualização0 comentário