top of page
Buscar
  • prcarne

Cingapura importa carne suína de mais de 20 países

Isso ocorre devido a importação de suínos vivos de Pulau Bulan, na Indonésia, ter sido interrompida devido ao surto de peste suína africana


Não há necessidade de os residentes de Cingapura acumularem carne suína, pois a cidade-estado tem oferta suficiente, diz Baey Yam Keng, Secretário Parlamentar Sênior para Sustentabilidade e Meio Ambiente.


Em uma postagem no Facebook na segunda-feira (24 de abril), Baey garantiu aos cingapurianos que existem mais de 20 fontes de importação de carne suína, garantindo um abastecimento adequado para o país. Ele também afirmou que a suspensão das importações de suínos vivos "não é uma preocupação de segurança alimentar", pois a carne suína vendida em Cingapura é segura para consumo.


Suspenção de importação de suínos vivos de Pulau Bulan


A Singapore Food Agency (SFA) anunciou na quinta-feira passada que a importação de suínos vivos de Pulau Bulan foi interrompida. A ilha fornece cerca de 15% do suprimento total de carne suína de Cingapura.


A peste suína africana foi detectada em uma remessa de suínos vivos da ilha indonésia e também em carcaças de suínos em um matadouro onde os animais são abatidos para alimentação. A SFA acrescentou que esta foi a primeira vez que a doença foi detectada entre suínos importados para Cingapura.


A doença é altamente contagiosa entre javalis e suínos, mas não infecta humanos. No entanto, de acordo com a SFA, haverá interrupções temporárias no fornecimento de carne suína a partir de domingo.


Baey disse que está em contato com os vendedores de carne suína no mercado Tampines N4 Neighborhood Center. Ele afirmou: "Eles estão cientes dessa interrupção temporária e não têm certeza do que acontecerá quando seus fornecedores ficarem sem estoque nos próximos dias."


Ele também mencionou que um vendedor de frango que passou pela recente proibição de exportação de frango fresco pela Malásia garantiu a seus colegas feirantes que eles seriam capazes de superar essa interrupção.


Para resolver esse problema, Baey sugeriu que os consumidores optassem por outras fontes de proteína, como frango ou peixe, ou carne suína resfriada ou congelada.


Ele disse: "Como consumidores, podemos construir nossa própria resiliência sendo flexíveis com nossas escolhas alimentares".


Isso se alinha com a meta de Cingapura de produzir 30% de suas necessidades nutricionais localmente até 2030, apesar de possíveis interrupções na cadeia de abastecimento alimentar em certas épocas.

Leia mais sobre esse assunto em https://www.suinoculturaindustrial.com.br/imprensa/cingapura-importa-carne-suina-de-mais-de-20-paises/20230425-092325-P441

© 2023. Todos direitos reservados a Gessulli Agribusiness. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.


Fonte: Suinocultura Industrial – por: Yahoo! News

0 visualização0 comentário

Comments


bottom of page