Buscar
  • prcarne

Castrolanda amplia ações do Programa Crescer e Cooperar

A cooperativa é pioneira no setor do agronegócio brasileiro a implementar as cooperativas escolares nas regiões onde atua


O Programa Crescer e Cooperar agora conta com uma nova cooperativa escolar. Na última quinta-feira (31/03), foi constituída a CoopEM, do Colégio Emília Erichsen. O evento aconteceu na sede da instituição de ensino e reuniu representantes da Cooperativa Castrolanda e estudantes e professores do Colégio Emília e da Escola Evangélica da Comunidade de Castrolanda.


Segunda - A CoopEM já é a segunda cooperativa escolar constituída e faz parte do processo de expansão do Crescer e Cooperar, que também conta com a CoopEECC, da Escola Evangélica, conforme destaca o Analista de Cooperativismo, Jhonatan Bonfim. O programa trabalha os princípios do cooperativismo nas escolas de ensino fundamental I e II e ensino médio nas regiões de atuação da Castrolanda.


Desafio - “Cada escola tem o seu desafio e a sua realidade. Neste início do processo de expansão, surgem muitas dúvidas, que envolvem o perfil do aluno, da escola e dos pais, que dão apoio para o estudante. Isso nos auxilia no aprendizado para melhorarmos nas demais instituições que estão recebendo o programa”, explica Jhonatan.


Contato com o cooperativismo - Para o Vice-Presidente da Cooperativa, Armando Carvalho Filho, o avanço do projeto faz com que mais pessoas tenham contato com o cooperativismo desde cedo. “Eu acredito que, a longo prazo, esse projeto prosperando e angariando novas cooperativas, a gente vai ter um público muito grande de novos cooperados, colaboradores que realmente conhecem e sabem o que é o cooperativismo”.


Auxílio - Daniel Lima, Professor Orientador do programa no Colégio Emília, conta como o Crescer e Cooperar auxilia os estudantes. “As aulas de cooperativismo já trouxeram mudanças para os nossos alunos. A gente consegue perceber que os alunos que participam têm mais desenvoltura para falar, dar a sua opinião e trabalhar em grupo. A iniciativa é muito importante, principalmente porque o sistema cooperativista tem valores que diferem muito das empresas tradicionais e esses valores podem ser aplicados não só para a cooperativa escolar, mas também para o colégio e na nossa vida”.


Relato - Os estudantes também relatam como tem sido a participação na cooperativa escolar. “É muito interessante, porque a gente tem desafios e adquire novos conhecimentos, principalmente com relação a consumo e economia no geral”, observa Julia Rogoski, Vice-Presidente da CoopEM.


Experiência - “O trabalho em grupo é uma experiência que a gente sempre tem, mas, na cooperativa, a gente realmente entende. Com esse projeto, entendemos o conceito de cooperativa e, como a Castrolanda é o centro da economia de Castro, tem sido muito gratificante participar”, reforça Augusto Sleutjes Dancosky, sócio-fundador da CoopEM.


Mais - Além do Colégio Emília Erichsen, a Escola Evangélica da Comunidade de Castrolanda também já tem a sua cooperativa escolar constituída


Sobre o Crescer e Cooperar - A Castrolanda é pioneira no setor do agronegócio brasileiro a implementar as cooperativas escolares nas regiões onde atua. O Programa Crescer e Cooperar teve início em 2015, em uma iniciativa da Comissão Mulher Cooperativista, que identificou em um treinamento de lideranças que não existia nenhum programa da Cooperativa voltado a alunos e crianças. Então, as mulheres buscaram informações, realizaram briefing, viagens de conhecimento e trouxeram a primeira parceira: a Escola Evangélica. A partir de um projeto piloto, foi fundada a primeira cooperativa escolar em 2018, nomeada CoopEECC.


Contraturno - As atividades do Crescer e Cooperar são realizadas em período de contraturno, com a condução de um professor, e precisam atender aos princípios do cooperativismo, iniciando pela livre adesão, ou seja, o programa é para aquele aluno que realmente quer participar. Além do Colégio Emília Erichsen e da Escola Evangélica, também está prevista a constituição de cooperativas escolares no Colégio Fabiana Pimentel e na Escola Estação do Tronco.


Sobre a Castrolanda - O compromisso com a transformação faz parte do DNA da Castrolanda. Uma cooperativa que transforma vidas, negócios e a comunidade ao redor. Com sete décadas anos de história, a Cooperativa Castrolanda é formada por mais de 1100 cooperados no Estado do Paraná e interior de São Paulo.


Faturamento - Com 4,5 bilhões de reais de faturamento e aproximadamente 3700 colaboradores, possui unidades de negócios divididas em operações agrícola, carnes, leite, batata e administração e industrial - carnes, leite e batata.


Objetivo - O objetivo das áreas de negócio é coordenar, desenvolver e fomentar as atividades dos cooperados, seguir presente em todos os elos da cadeia produtiva, agregar valor através das indústrias e crescer com sustentabilidade. (Imprensa Castrolanda)


Leia mais sobre esse assunto em https://www.suinoculturaindustrial.com.br/imprensa/castrolanda-amplia-acoes-do-programa-crescer-e-cooperar/20220406-083844-W229

© 2022. Todos direitos reservados a Gessulli Agribusiness. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.


Fonte: Suinocultura Industrial - com informações Castrolanda

0 visualização0 comentário