Buscar
  • prcarne

Bovinos: oferta em alta empurra preços para baixo

















Foto: Wenderson Araujo/CNA


Sem notícias da reabertura das exportações para a China e com boa oferta de boiadas, as cotações da arroba seguem caindo. O escoamento lento causou diminuição nos volumes de abates ou alternação de dias em parte dos frigoríficos. Também há unidades testando valores mais baixos do que as referências. As informações são da Scot Consultoria.


Queda nos preços


Assim, na última quarta-feira (6/10), preços de boi e vaca gordos caíram R$ 5,00/@, negociados em R$ 285,00/@, R$ 267,00/@ respectivamente. Já a cotação da novilha gorda teve queda de R$ 3,00/@, com referência de R$ 284,00/@, valores brutos e a prazo.


No acumulado de setembro, o Indicador do boi gordo Cepea/B3 (estado de São Paulo) caiu 7%. Nos últimos sete dias (de 29 de setembro a 6 de outubro), especificamente, a baixa foi de 4,7%, fechando a R$ 280,90 nessa quarta-feira, 6.


Mercado doméstico


Segundo pesquisadores do Cepea, a pressão resulta da retração de compradores, que se afastam das aquisições de novos lotes de animais para abate. No caso dos frigoríficos, que trabalham apenas com o mercado doméstico, o recuo nas compras se deve às fracas vendas de carne nos atacados brasileiros. Resultado do fragilizado poder de compra da maior parte da população.


Já quanto às unidades exportadoras, compradores evitam alongar as escalas de abate, diante da ainda manutenção da suspensão dos envios de carne bovina à China.


Fontes: A Granja Total Agro por Scot Consultoria e Cepea - Carla Santos

0 visualização0 comentário