,  
   

 

Sua opinião
:: Qual é a região do Brasil que você está acessando este site? ::
 

 Ler todas as notícias

Temos 1 visitante on-line
A+ | A- | Reset
EVENTOS-22.11.17:InterCorte SP se firma como o principal encontro anual da pecuária brasileira PDF Imprimir E-mail

A InterCorte São Paulo, realizada de 15 a 17 de novembro, no WTC Events Center, se firmou como o principal evento da cadeia produtiva da carne bovina brasileira. Mais de 2.100 pessoas de 17 estados passaram pelos três dias de InterCorte e participaram das cerca de 40 horas de conteúdo oferecidas em dois auditórios e um espaço degustação, com a contribuição de 94 palestrantes e debatedores, além de conferir as novidades tecnológicas apresentadas pelas 41 empresas e instituições que estiveram na feira de negócios.

 

“Todos os elos da cadeia produtiva da carne estiveram representados na InterCorte, o que nos dá a certeza de dever cumprido ao proporcionar a plataforma de análises sobre a pecuária e de discussões sobre o rumo da atividade, inclusive com resultados que ultrapassam os limites do evento”, analisa Carla Tuccilio, diretora do Terraviva Eventos, que realiza a InterCorte.

 

Ela se refere à discussão sobre o FUNRURAL ocorrida na manhã do dia 17 com o advogado tributarista Marcos Melo, que resultou num manifesto entregue nesta terça (21) ao presidente da República, Michel Temer, ao presidente do Senado, Eunício Oliveira e outros senadores e deputados, solicitando a devolução da Medida Provisória Nº 793/17 ao Executivo para alterações especialmente no que diz respeito à cobrança retroativa. O movimento, intitulado “União dos Pecuaristas Brasileiros”, nasceu a partir do encontro realizado na InterCorte e vem sendo liderado pelos produtores Mauro Lúcio Costa, do Pará, e Maurício Velloso, de Goiás, representando 24 entidades pecuárias do País.

 

Caminhos da Genética

 

Uma das novidades da InterCorte foi o painel “Caminhos da Genética”, um desdobramento do projeto “Caminho do Boi”, iniciativa criada para que os visitantes simulem o trajeto realizado pelo animal de corte, desde a fazenda até o varejo. O Caminho do Boi já foi montado em eventos, como a Feicorte, Agrishow e InterCorte, e conta com diversas estações que mostram cada etapa do processo de produção de uma carne de qualidade, como genética, sustentabilidade, sistemas produtivos, bem-estar animal, infraestrutura e manejo, pesquisa, inovação e conhecimento, gestão, sanidade, indústria, associativismo, mercado e carne. Para que cada desses aspectos seja aprofundado e discutido, cada edição da InterCorte São Paulo terá um dia dedicado a uma estação do Caminho do Boi, começando pela genética.

 

No primeiro dia da InterCorte mais de 30 debatedores discutiram em seis blocos os diversos aspectos que influenciam a genética bovina como estratégia para a pecuária. Temas como as aplicações práticas do melhoramento genético, o impacto no uso de animais melhoradores selecionados em testes de desempenho e eficiência alimentar, a utilização da genômica no campo, produtividade, lucratividade e sustentabilidade na utilização de animais melhorados e reprodução foram o norte para os debates e apresentações, que mostraram aos presentes a importância estratégica e a influência de uma boa escolha genética na qualidade da carne a ser comercializada.

 

Congresso APPS

 

O congresso “Caminhos para a Pecuária Sustentável”, promovido pela Associação dos Profissionais da Pecuária Sustentável (APPS), foi realizado na tarde do primeiro dia da InterCorte, tratando de temas como bem-estar animal, nutrição, pastagem, melhoramento genético e reprodução, e sanidade.

 

Papel das redes sociais para a pecuária

 

Os líderes dos principais grupos de Whatsapp da pecuária e de redes sociais se reuniram pela primeira vez na InterCorte e trocaram experiências sobre o papel dessas ferramentas de comunicação para o amadurecimento do setor. Participaram do painel representantes dos grupos Pastagem Sustentável, GPB (Grupo Pecuária Brasil), Tratto Consultoria, Pasto On Line, Beef Radar, GPB Rosa, NFA – Núcleo Feminino do Agronegócio e Agro Mulher.

 

10 anos de GTPS

 

A InterCorte também foi palco do evento em comemoração aos 10 anos do GTPS – Grupo de Trabalho da Pecuária Sustentável, que tratou da importância da articulação das cadeias de valor para o desenvolvimento sustentável. Uma programação especial de debates e palestras discutiu os avanços da pecuária na última década, o futuro e novos desafios, inclusive a democratização do acesso às ferramentas de conformidade socioambiental.

 

“O encontro foi muito produtivo. Contamos com a casa cheia e conseguimos atingir nosso objetivo que é trabalhar a melhoria contínua dentro da cadeia de valor da carne. O GTPS existe porque a cadeia está junto, trabalhando em conjunto visando melhorar a produção e preservar os recursos naturais, de uma forma sustentável, para manter esses recursos para as próximas gerações”, destaca Ruy Fachini Filho, presidente do GTPS.

 

Workshop BeefPoint Gestão do Lucro

 

No dia segundo dia da InterCorte foi realizado o Workshop BeefPoint Gestão do Lucro na Pecuária de Corte, com palestras, estudos de caso e discussões sobre como medir e aumentar a lucratividade da fazenda. Durante todo o dia, seis palestrantes compartilharam seus conhecimentos sobre lucro e foram apresentados seis estudos de caso focados no tema. O valor arrecadado com a realização do evento foi revertido para o Hospital de Câncer de Barretos.

 

Encerramento Circuito InterCorte

 

A manhã do último dia foi marcada pelo painel “Brasil InterCorte – Os caminhos da pecuária para 2018”, que reuniu representantes de diferentes elos do setor para um debate sobre temas que foram destaque durante as etapas do Circuito InterCorte, além das expectativas para 2018.

 

Desde a sua criação em 2012, a InterCorte já contou com a participação de mais de 27 mil pessoas, a maior parte pecuaristas, em eventos que percorrem algumas das principais regiões pecuárias do País para levar informação, conhecimento e tecnologia. Em 2017, o evento passou por Cuiabá (MT) em março, Ji-Paraná (RO) e Campo Grande (MS) em julho, Araguaína (TO) em outubro, encerrando em São Paulo (SP). Com o tema principal “Entender para Atender”, o Circuito InterCorte 2017 teve a participação de 6 mil pessoas, a maior parte pecuaristas.

 

O pesquisador Thiago Carvalho, do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada - Cepea-ESALQ/USP, destacou o papel do Brasil como um grande player mundial quanto à produção e comercialização de carne. “Temos uma visão otimista para o mercado em 2018. O Brasil está em evidência no cenário mundial, com muito espaço ainda para crescimento na comercialização de carne bovina. O grande desafio do setor para conquistarmos novos mercados é o planejamento e a gestão nas propriedades para garantir maior lucratividade e produtividade”, afirma.

 

Dentro do tema central do Circuito deste ano – “Entender para Atender”, a cria foi um dos assuntos que fizeram parte dos debates entre os participantes das cinco etapas, fator que foi um ponto positivo do evento, de acordo com o médico veterinário e proprietário da empresa Firmasa de Tecnologia para Pecuária, Luciano Penteado da Silva. “A cria é, sem dúvida, uma das etapas mais importantes do processo de produção, pois é a base da cadeia, mas ainda pouco valorizada pelos produtores. Dar destaque a esse aspecto foi muito positivo, pois levou informações e conhecimento aos produtores de diversas regiões, enfatizando a importância no investimento e tecnificação”, destaca Penteado.

 

O cenário político atual também foi destaque durante o painel, quando os participantes ressaltaram a importância de um setor unido e de líderes que representem a pecuária e seus interesses. “O setor precisa de uma estratégia e de representantes políticos que nos ajudem a defender as demandas da cadeia junto aos governantes. Temos bons exemplos em andamento, mas que seguem desconectados. Precisamos nos unir e caminharmos juntos para que haja uma liderança institucional forte que auxilie no desenvolvimento do setor”, aponta o Diretor-Executivo ACRIMAT, Luciano Vacari.

 

“Sem dúvida, 2017 foi um ano muito difícil para a pecuária brasileira, mas também foi um período de muito aprendizado. Episódios como o da Carne Fraca nos deram a oportunidade de sermos auditados por diversos países do mundo e, com isso, comprovamos a qualidade do nosso produto. Esperamos um 2018 um cenário menos perturbado, mas com mais ânimo e com o desafio de ampliarmos nossa presença no mercado externo”, salienta o presidente da Estância Bahia Leilões, Mauricio Tonhá, dando a visão da comercialização.

 

Para o presidente da Fazen, Vasco Oliveira Neto, a pecuária está iniciando um processo de mudança, que será transformacional para positivo. “Temos que conseguir levar a tecnologia para o produtor junto com serviço, o que transformará a maneira que gerenciamos o nosso negócio, que compramos os nossos insumos e que vendemos o nosso gado. Seja no cenário externo do Brasil ou no interno da nossa pecuária, vejo muita coisa positiva acontecendo nos próximos 10, 15 anos”, acredita o CEO da startup.

 

Painel internacional

 

No último dia do evento, a InterCorte teve um painel internacional dedicado à análise do mercado global e apresentação de um panorama com os desafios e oportunidades do mercado mundial de carnes.

 

O painel foi aberto com uma palestra sobre os desafios no comércio global de carne bovina, ministrada por Alberto Bicca, representante da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (APEX), seguida pelo analista do Rabobank Brasil, Adolfo Fontes, que apresentou dados sobre o consumo mundial de proteína animal. Na sequência, um debate moderado pelo consultor Internacional de Governos e Empresas, Francisco Vila, sobre como organizar os mercados para atendimento do comércio mundial de carne bovina teve a participação de Márcio Caparroz, representando a Internacional Beef Alliance (IAB), Bruno de Jesus Andrade, representando a Associação Nacional dos Confinadores (ASSOCON), Dennis Laycraft, em nome da Canadian Cattlemen’s Association – CCA, Francisco Manzi, pela ACRIMAT, Helder Höfing, representando a Sociedade Rural Brasileira e Cristian Lohbauer, doutor em Ciência Política pela USP.

 

Programação técnica

 

Além dos painéis, a InterCorte teve palestras oferecidas por empresas e instituições que trataram de temas, como cruzamento industrial, genômica, economia da pecuária, pastagens, drones, transformação digital e pecuária de precisão.

 

Espaço Degustação e Beef Week

 

Todos os dias, os participantes da InterCorte podiam degustar diversos cortes de carne bovina no Espaço Degustação #SomosdaCarne.

 

Enquanto o setor produtivo estava reunido no WTC para discutir melhorias, o consumidor foi convidado a conferir o resultado desse trabalho na Angus Beef Week em 17 restaurantes e duas lojas de carne da capital paulista, que ofereceram ao consumidor pratos especiais com cortes de animais Angus.

 

Feira de Negócios

 

A edição da InterCorte em São Paulo teve ainda uma feira de negócios com a participação de empresas de referência na pecuária, que apresentaram no evento suas inovações tecnológicas para tornar a pecuária cada vez mais produtiva e rentável. Participaram da InterCorte São Paulo as empresas Ourofino, AgroMaripá, Cargill-Nutron, Matsuda, Biogénesis Bagó, GTPS, ACRIMAT, Instituto de Zootecnia – IZ, Beckhauser, Mundial Bens, SBC Certificadora, Trouw Nutrition, Brutale, Toledo, Casale, CRI Genética, Deltagen, Wolf Seeds, Rubber Tank, ORO AGRI, ABCT – Associação Brasileira dos Criadores de Tabapuã, Illumina, Multibovinos, Minerthal, Balanças Açores, Estância Bahia, ABCB Senepol, Agrozootec, USP, Prodap, Panucci Pré Moldados, Allflex, Exacta Balanças, ANCP, Coimma, Horus Aeronaves, CV Mocho, Firmasa / Pec 4.0, Associação Brasileira de Criadores das Raças Simental – Simbrasil, Associação Brasileira de Criadores Bonsmara e ABS Pecplan.

 

O evento teve também o Empório Beef Week, com a presença das empresas Pratico de Garça, Pardinho Artesanal, Leiteria Santa Paula, Estância Silvania, Fazenda Santa Luzia, Café Pieta e Parrilha SA.

 

Edição 2018

 

A edição de 2018 da InterCorte terá início em Cuiabá (MT), nos dias 12 e 13 de abril, finalizando com o Festival Braseiro, no dia 14. A InterCorte São Paulo será nos dias 21, 22 e 23 de novembro de 2018, no WTC Events Center e as demais etapas serão divulgadas em breve.

 

Sobre a InterCorte

 

Com realização do Terraviva Eventos, a InterCorte tem a curadoria de conteúdo da ASSOCON e GTPS. A InterCorte e a Beef Week fazem parte do “Integrar para Crescer”, plataforma de comunicação que envolve eventos e ações com o intuito de disseminar informação de qualidade, reverberando os temas e discussões relevantes ao setor em um programa semanal de mesmo nome, que vai ao ar aos domingos pelo Canal Terraviva, do Grupo Bandeirantes de Comunicação. O Caminho do Boi, Dia do Produtor, manifesto #SomosdaCarne e Interconf fazem parte da plataforma.

 

Mais informações pelo site www.intercorte.com.br

 

Fonte: Attuale Comunicação
 
< Anterior   Próximo >