,  
   

 

Sua opinião
:: Qual é a região do Brasil que você está acessando este site? ::
 

 Ler todas as notícias

Temos 3 visitantes on-line
A+ | A- | Reset
EVENTOS - 29.06.17: Temple Grandin: autoridade mundial em bem-estar animal estará no Brasil PDF Imprimir E-mail

Falar sobre bem-estar animal sem mencionar o nome de Temple Grandin é praticamente impossível. Ela, que é membro do Comitê Científico da Certified Humane e uma das mais respeitadas no mundo quando o assunto é manejo de bovinos, estará no Brasil nos dias 4 e 5 de julho para participar de um evento realizado pela Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da (USP) Universidade de São Paulo, em Pirassununga.

 

A Ph.D em Animal Science vai fazer uma palestra sobre o bem-estar animal, especialmente,  tratando das ações relacionadas com avaliação de bem-estar, transporte e abate. Ela é a autora do AMI Guidelines (Recomendações de Manejo Animal & Guia de Auditoria), uma publicação de referência para a indústria no que se diz respeito ao abate e transporte humanitários de bovinos, suínos e ovinos. Em entrevista exclusiva à Certified Humane Brasil, Temple Grandin falou sobre como o bem-estar animal está sendo impulsionado pela exigência dos consumidores, que cobram das empresas de alimentos que os animais tenham mais qualidade de vida.

 

Apesar da mudança no comportamento do consumidor, ela reconhece que há muito o que avançar na conscientização das pessoas. Para prevenir, de fato, o sofrimento dos animais, a especialista acredita que o trabalho de certificação e manutenção com auditorias, como o da Certified Humane, são essenciais.

 

Para cumprir essas exigências e obter o selo de bem-estar animal, os produtores devem se adaptar a algumas normas que asseguram que os animais terão uma vida digna. Para Temple Grandin, o confinamento restritivo deve ser eliminado, como por exemplo as celas de gestação suína e gaiolas em bateria para galinhas poedeiras. “Visitei granjas de galinhas poedeiras e vi que os novos sistemas de galinhas livres estão funcionando muito bem. As fazendas e os fornecedores devem fazer sua parte e monitorar as ações em relação ao bem-estar animal”, relata a pesquisadora.

 

Temple destaca ainda seis pontos que são fundamentais para o monitoramento do bem-estar nas fazendas e granjas:

 

· Condição corporal dos animais

• Capacidade de se movimentarem e expressarem seu comportamento natural

• Condição da limpeza e higiene do ambiente

• Lesões nos animais

• Avaliação do manejo

• Níveis de amônia no caso de ambientes fechados.

 

Outro assunto delicado que a pesquisadora comentou foi com relação ao abate de bovinos. Segundo ela, os pontos que merecem atenção em plantas frigoríficas são a quantidade de bovinos de corte insensibilizados no primeiro disparo da pistola pneumática, a quantidade de animais inconscientes antes de içar, mugidos ou grunhidos emitidos na baia de insensibilização, quedas e o número de animais conduzidos com bastão elétrico.

 

Com todo esse conhecimento, Temple Grandin revolucionou o tratamento racional de animais de produção nos Estados Unidos e em diversos países no mundo, inclusive no Brasil. Atualmente, ela ministra cursos na Universidade Estadual do Colorado quanto ao comportamento de rebanhos e projetos de instalação, além de prestar consultoria para a indústria pecuária em manejo, instalações e cuidado de animais.

 

Além disso, sua história de superação, por conta da Síndrome de Asperger (Autismo), inspira milhares de pessoas e já até virou filme em 2010, quando foi mencionada pela revista Time na lista das 100 pessoas mais influentes do mundo na categoria “Heróis”.

 

Fonte: http://certifiedhumanebrasil.org
 
< Anterior   Próximo >